top of page

Prefeitura lança II Expo Internacional da Consciência Negra


Evento ocorrerá nos dias 18, 19 e 20 de novembro, no Expo Center Norte, com entrada gratuita.

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Relações Internacionais (SMRI) e da SPTURIS, promoveu na noite de quarta-feira (26), no Centro Cultural, a pré-estreia da II Expo Internacional Dia da Consciência Negra, que ocorrerá em novembro.

No evento, foi apresentado à jornalistas, influenciadores, corpos consulares, secretarias da administração municipal e convidados a programação oficial do evento, que ocorrerá em novembro, na Expo Center Norte. Nos dias 18, 19 e 20, ele será aberto ao público em geral.

A II Expo Internacional Dia da Consciência Negra celebrará o Dia Nacional da Consciência Negra, que é comemorado no dia 20 de novembro, apresentando ao público 200 anos de luta dos negros no nosso país, a partir da independência. O recorte de informações nas exposições, debates e shows visa resgatar o protagonismo negro na luta pela abolição.

O Expo Center Norte abrigará ambientes tecnológicos e sensoriais. Palestrantes nacionais e internacionais trarão reflexões entre o passado, o presente e o futuro, apontando e debatendo as raízes do racismo estrutural

A II Expo é a parte da política pública "São Paulo, Farol de Combate ao Racismo Estrutural", parceria da SMRI e da Secretaria Municipal de Educação (SME), e visa difundir a cultura negra e reafirmar a capital paulista como indutora do debate e das ações para promoção da igualdade racial, no país, e na América Latina.

A secretária municipal de Relações Internacionais, Marta Suplicy, destacou a importância da Expo para o combate ao racismo estrutural. "Temos um país com 55% da população de negros e de pardos, pessoas que não têm a mesma oportunidade que os brancos e, enquanto isso não for resolvido, não vamos virar uma verdadeira nação”, disse a secretária. “No evento, falaremos dos movimentos e das lideranças que foram esquecidas ou apagadas ao longo da história", finalizou Marta Suplicy.

A II Expo vai abordar os porquês de o Brasil ser uma sociedade em que o racismo estrutural resulta em exclusão social dos negros. Para Marta Suplicy, o caminho que a Prefeitura propõe, com a política pública "São Paulo, Farol de Combate ao Racismo Estrutural", é de uma mudança cultural que tem início pelas escolas. "Vamos levar a consciência do racismo estrutural aos professores, profissionais da educação e as crianças em uma formação não racista". A secretária destacou que a política pública tem total apoio do prefeito Ricardo Nunes.

O secretário municipal de Educação, Fernando Padula, falou sobre as ações da pasta para garantir que alunos da rede municipal tenham direito a uma educação de qualidade e livre de racismo e pontuou: "adquirimos 174 títulos de livros sobre a cultura africana e afro-brasileira para as bibliotecas e escolas municipais”.

A II Expo Internacional Dia da Consciência Negra terá sua abertura oficial no dia 17 de novembro, com abertura ao público entre os dias 18 e 20. O evento será realizado no Expo Center Norte, que fica na Rua José Bernardo Pinto, 333, na Vila Guilherme.


3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page