top of page

Empreendedorismo feminino: entenda o conceito e sua história!



O empreendedorismo feminino está transformando o mercado brasileiro e criando diversos cases de sucesso!


Após décadas em que o protagonismo nos negócios foi dominado por homens, as mulheres estão, cada vez mais, conquistando o seu espaço — embora com muitos desafios.

O crescimento dessa participação traz inúmeros benefícios para o mercado, como o aumento de empregos, diversidade de negócios, novas soluções e muito mais.

Quanto mais as mulheres crescem, mais a sociedade e a economia ganham.

Continue a leitura e entenda mais sobre o empreendedorismo feminino e o seu impacto no mercado!


O que é empreendedorismo feminino?

Empreendedorismo feminino é o conjunto de negócios idealizados ou comandados por mulheres. O termo abrange não apenas a criação de empreendimentos por mulheres, como também a presença feminina em cargos de liderança.

Embora aproximadamente metade da população seja mulher, os homens dominaram a maior parte dos cargos de liderança no mercado durante um bom tempo. Mesmo que elas quisessem empreender, tinham diversos obstáculos pela frente, como a necessidade de assinatura do marido em documentos comerciais e bancários.

Contudo, após diversas iniciativas e conquistas de direitos, atualmente 34% das empresas abertas e 48% dos microempreendedores individuais (MEI) são abertas por mulheres.



Qual o objetivo do empreendedorismo feminino?


No mercado, a função do empreendedorismo feminino é a mesma: entregar soluções de problemas para os consumidores. Já, no âmbito social, o objetivo é fortalecer o protagonismo feminino na economia, bem como incentivar outras mulheres a construírem negócios.


Qual a importância do empreendedorismo feminino?

O empreendedorismo feminino gera diversos impactos no meio econômico e social. Quando uma mulher abre uma empresa, ela traz uma nova solução para um problema do mercado e atende a demanda de parcela da população.

Por exemplo, a Heloísa Assis, idealizadora do Beleza Natural, trouxe produtos para hidratar e cuidar de seus cabelos crespos. Hoje, sua solução atende mais de 55 mil mulheres por mês.

Outra importância do empreendedorismo feminino é a geração de empregos. Pegando mais uma vez o exemplo da Beleza Natural, o negócio emprega mais de 2.000 colaboradores em suas 38 unidades.

Considerando que metade do mercado consumidor é feminino, a liderança de empresas por mulheres, além de pensarem mais nas suas necessidades, também incentivam o consumo com a sua representatividade.

Além disso, a liderança feminina também incentiva mais mulheres a empreenderem no mercado.


Quais os tipos de empreendedorismo feminino?

O mercado do empreendedorismo feminino é enorme. Mulheres podem criar negócios em qualquer setor e de diversas formas. Confira 15 ideias de negócios que você pode criar:

  1. Fitness: alimentação saudável e exercícios físicos;

  2. Moda: roupas, calçados, acessórios, entre outros;

  3. Beleza: maquiagem, cabelo, skincare, entre outros;

  4. Estética: procedimentos e produtos estéticos;

  5. Turismo: aluguel de temporada, agência de viagem, entre outros;

  6. Alimentício: restaurantes, mercados, lanchonetes, entre outros;

  7. Jóias: brincos, pulseiras,

  8. Festas: confeitaria, organização, espaço de festas, entre outros;

  9. Pet: produtos e serviços para animais;

  10. Decoração e organização: personal organizer, design interior, entre outros;

  11. Artesanato: crochê, tricô, MDF, pintura, entre outros.

  12. Maternidade: roupas para bebês, soluções para mães, entre outros;

  13. Educação: cursos, workshops, palestras, mentorias, livros, entre outros;

  14. Imobiliária: aluguel de apartamentos, venda de imóveis, entre outros,

  15. Tecnologia: aparelhos, acessórios, consultorias de TI, entre outros.

Além disso, com o avanço da tecnologia, o mercado oferece diversas possibilidades para a mulher empreender.

Hoje, você pode abrir um e-commerce, disponibilizar serviço de delivery, vender infoprodutos e outros formatos de negócios sem nem sair de casa.


Como é o empreendedorismo feminino no Brasil?

O cenário do empreendedorismo feminino no Brasil é de crescimento. Segundo uma pesquisa do LinkedIn, a porcentagem de novas empreendedoras aumentou 41% durante a pandemia.

Segundo uma pesquisa da GEM (Global Entrepreneurship Monitor), o Brasil ocupa a 7ª posição no ranking de proporção de mulheres à frente de empreendimentos iniciais — com menos de 42 meses de existência — entre 49 países.

Atualmente, temos grandes representantes do empreendedorismo feminino no Brasil, como:

  • Luiza Trajano (Magazine Luiza)

  • Ana Fontes (Rede Mulher Empreendedora)

  • Zica Assis (Beleza Natural)

  • Cristina Junqueira (Nubank)

  • Maitê Lourenço (BlackRocks)

  • Danyelle Van Straten (Depyl Action)

  • Maria José de Lima Freitas (Mazé Doces)

Contudo, elas ainda enfrentam diversos desafios no mercado. Por exemplo, só 13% das mulheres estão em posição de destaque nas 500 maiores empresas brasileiras, conforme uma pesquisa realizada pelo Insper com a Talenses.

Além disso, segundo uma pesquisa da FGV, a participação delas no mercado de trabalho é 20% inferior à dos homens e o Brasil está na 92ª posição no ranking que estima a igualdade entre homens e mulheres para 153 países (Fórum Econômico Mundial de 2019).

Ou seja, embora o cenário esteja melhorando, ainda precisa evoluir muito até ficar igualitário.


Por que o empreendedorismo feminino vem crescendo no Brasil?


Existem diversos motivos associados ao aumento do protagonismo feminino no mercado, mas podemos citar três:

  1. Representatividade: quanto mais mulheres assumem um papel de liderança, mais as outras são incentivadas a procurarem empreender também;

  2. Reflexão sobre os papéis: antigamente, a mulher assumia a função de cuidar da casa e das crianças, enquanto os homens ficavam responsáveis pelos negócios — era como se fosse a ordem natural das famílias. Hoje, elas possuem mais liberdade para escolher o que fazer;

  3. Barreira menor: construir um negócio não é fácil, mas o obstáculo é maior para mulheres (em especial, as mães), já que precisa de uma alta disponibilidade de tempo e recursos. Com a tecnologia, novas formas de empreender surgiram, então, ficou mais fácil abrir uma empresa.


O que falar sobre o empreendedorismo feminino?


Dentro das empresas, é fundamental incentivar a participação e a liderança das mulheres, mostrando o quanto elas possuem um papel essencial e ainda podem contribuir mais para a organização. A seguir, trouxemos algumas frases sobre empreendedorismo feminino:

  • “Você precisa permanecer focada e encontrar o melhor de você.” — Hillary Clinton

  • “Não perca tempo tentando mudar a opinião dos outros. Faça seu trabalho e não ligue para o que pensam.” — Michelle Obama

  • “Você tem mulheres na tecnologia, mulheres investidoras-anjo. Não existe absolutamente nada que nós, mulheres, não possamos fazer.” — Camila Farani

  • “Eu adoraria ser lembrada como uma pessoa que usou a sua vida para inspirar os outros em qualquer maneira.” — Viola Davis

  • “A força se consegue com fracassos e não com sucessos” — Coco Chanel


Fonte: https://conteudos.xpi.com.br/aprenda-a-investir/relatorios/empreendedorismo-feminino/



7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page