top of page

Congadas celebram os 358 anos de Atibaia no dia 24!



Essa tradição popular é muito mais do que um evento festivo, é uma forma de preservar a história, celebrar a cultura e afirmar a identidade de um povo.


Muita cor, música e alegria. Ao som das congadas, Atibaia celebra seus 358 anos, no dia 24 de junho, com um evento que honra a história e a cultura locais. No Dia de São João, o conhecido santo festeiro, que é padroeiro de nossa cidade, essa tradição cultural toma as ruas do Centro com tambores, danças e rezas.

As celebrações começam com a Alvorada, às 6h, quando as congadas Verde e Rosa se encontram na Igreja da Matriz e fazem um cortejo até o Santo Cruzeiro. Logo após, os congadeiros fazem uma pausa para o café da manhã e, junto às congadas Vermelha e Azul, participam do tradicional Desfile Cívico, em frente ao Paço Municipal.

Às 15h30, os congadeiros vão para a Igreja da Matriz para assistirem à missa e, em seguida, saem em procissão, alternando entre as Congadas, a Banda 24 de Outubro e as orações; logo após recebem a benção final e entram na Igreja da Matriz para louvarem São João Batista.


As Congadas são um símbolo da diversidade cultural presente em Atibaia, reforçando a importância de preservar e valorizar as tradições culturais e históricas locais, sendo uma das cidades paulistas que ainda preserva a força das manifestações históricas dos congadeiros.


As Congadas de Atibaia têm 270 anos de tradição e preservam canções e orações ancestrais, sendo que muitas ainda são em latim, cada uma com sua história e particularidade.

A Congada Azul participa de várias festas religiosas e culturais em diversas cidades da região. O grupo é devoto de Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e Nossa Senhora da Aparecida (com a figura presente na Bandeira Sagrada). Sua característica principal é o grande número de mulheres, sendo a maioria da mesma família.

A Congada Rosa é uma das mais antigas, com mais de 45 integrantes dançantes, que fazem apresentações em Atibaia e em diversas cidades do Estado de São Paulo. Fazem parte do grupo pessoas de todas as idades e há uma grande preocupação de ensinamento para os mais jovens, para manter a continuidade da tradição.

A Congada Verde mantém as músicas e rezas de seus antepassados, mas não realiza mais a Embaixada, uma teatralização que nos remete ao passado. O grupo sempre teve vários componentes, sendo a maioria da mesma família, e é responsável pelas bandeiras dos mastros das Congadas.

A Congada Vermelha participa de várias festas religiosas e folclóricas e usa bastões de madeira pintados de azul, branco e vermelho, que chamam de “gambito”. É a única que usa o chapéu forrado de azul.


Fonte: https://site.oatibaiense.com.br/2023/06/congadas-celebram-os-358-anos-de-atibaia-no-dia-24/

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page